Notícias

Cia. Os Crespos estreia trilogia

   
Cia. Os Crespos estreia trilogia de espetáculos do projeto Dos Desmanches aos Sonhos - Poética em Legítima Defesa

Espetáculos acontecem de maio a junho de 2014 no Espaço dos Fofos, Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes e Galeria Olido   
A Cia. Os Crespos finaliza o projeto "Dos Desmanches aos Sonhos - Poética em Legítima Defesa", cujo o foco é investigar através de pesquisa cênica-áudio-visual o impacto da escravidão e as esferas das relações entre afetividade, negritude e gênero no Brasil,  com uma trilogia de espetáculos que abordam as relações intersubjetivas de desejo e construção de identidade. 


Entre os meses de maio e junho de 2014, a Cia. apresenta três espetáculos que integram a pesquisa: o aclamado "Além do Ponto", "Engravidei, pari cavalos e aprendi a voar sem asas" e "Cartas à Madame Satã ou me desespero sem notícias suas". As peças serão apresentadas em três espaços diferentes na cidade, O Espaço dos Fofos, Centro de Formação Cultural de Tiradentes e na Galeria Olido, entre os dias 21 de maio e 15 de junho de 2014 (confira programação).  
esde 2013, Os Crespos vem desenvolvendo pesquisas de campo, entrevistas e palestras para com o objetivo de obter material para propor discussão e debate cênico para a construção de uma cena teatral de abordagem racio-social, que articule a experiência existencial do negro a partir de sua afetividade, abordando aspectos como o corpo, alteridade, família, sexo, marginalidade, beleza e valorização.   
ALÉM DO PONTO   
O aclamado espetáculo da Cia. Os Crespos" Além do Ponto" é o primeiro espetáculo trilogia " Dos Desmanches aos Sonhos", juntamente com as pesquisas sobre mulheres negras e Afro Homo-afetividade. A partir da perspectiva do impacto da escravidão na forma de amar da população brasileira surgiu o argumento da primeira montagem: Um casal em separação tenta entender suas dificuldades de viver e enfrentar o amor. 


Indicação etária: 12 anos 

Duração: 90 minutos   


Ficha Técnica 

Realização: Os Crespos 

Atores: Sidney Santiago Kuanza, Lucelia Sergio e DJ Dani Nega 

Dramaturgia : José Fernando de Azevedo e Os Crespos 

Direção: José Fernando de Azevedo 

Assistência de Direção: Ricardo Henrique 

Trilha sonora e execução: DJ Dani Nega 

Direção de Arte: Antonio Vanfill 

Iluminação: Mauro Júnior 

Operação de luz: Agnaldo Nicoleti 

Contrarregragem: Rogério Aparecido
Edição de Vídeo: Mario Matiello 

Fotos: Roniel Felipe 

Assistente de Produção: Guilherme Bezerra 

Direção de produção: Eneida de Souza   
ENGRAVIDEI, PARI CAVALOS E APRENDI A VOAR SEM ASAS   
Considerando questões como relações com o corpo, traumas psicológicos, violência masculina, sexo, sobrevivência e aferição social, o espetáculo é baseado em depoimentos e experiências reais de 55 mulheres negras entrevistadas em 2013 pelo Coletivo. Os depoimentos foram dados por mulheres de diversas camadas sociais e profissões: integrantes do sistema prisional, donas de casa, sambistas, religiosas de matrizes africanas, empresárias, líderes comunitárias, prostitutas, entre outras. A peça propõe dar voz e rever os estereótipos sobre a mulher negra, construindo uma nova relação de alteridade e valorização. 


Indicação etária: 12 anos 

Duração: 90 minutos 

Ficha Técnica Realização: Os Crespos 

Elenco: Dani Rocha, Darília Lilbé, Dirce Thomaz, Maria Dirce Couto, Nádia Bittencourt e Dani Nega 

Direção: Lucelia Sergio 

Co-direção: Sidney Santiago Kuanza 

Dramaturgia: Cidinha da Silva 

Trilha Sonora: DJ Dani Nega 

Músicas Compostas: Miriam Bezerra 

Direção de arte, cenários e figurinos: Mayara Mascarenhas 

Iluminação: Ricardo Silva 

Orientação teórica: Flavia Rios 

Preparação vocal  e canto: Silvia Maria 

Preparação corporal: Luciane Ramos 

Fotografia: Roniel Felipe e Ana Paula Conceição 

Designer Gráfico:Rodrigo Kenam 

Direção de vídeo:  Renata Martins 

Direção de produção: Eneida de Souza 

Assistente de produção: Guilherme Funari 

Assessoria de Imprensa: 7 Fronteiras Comunicação   
CARTAS À MADAME SATÃ OU ME DESESPERO SEM NOTÍCIAS SUAS   
O espetáculo parte da pesquisa sobre a homoafetividade de homens negros, sua sociabilidade diante dos estereótipos sexuais de virilidade que cerceiam sua experiência afetiva. A personagem, em tom confessional, mescla a força do gesto com a delicadeza do discurso, buscando a cumplicidade do espectador para tornar público uma afetividade cercada de tabus. São histórias ou pedaços de histórias que ganham vida na pele da personagem (Sidney Santiago), que é um ator, e que portanto pode viver muitas vidas. Ele se corresponde com a figura mítica de Madame Satã, através dessas histórias, ao mesmo tempo que constrói imagens e discursos sobre elas. 


Indicação etária: 14 anos 

Duração: 80 minutos     

Ficha técnica   

Direção: Lucélia Sergio 

Ator criador: Sidney Santiago Kuanza 

Dramaturgia: José Fernando de Azevedo 

Direção de arte: Antonio Vanfill 

Trilha Sonora: Dani Nega 

Direção de Vídeo: Renata Martins 

Preparação Vocal: Frederico Santiago 

Preparação Corporal: Janette Santiago 

Direção de Produção: Eneida de Souza 

Assistente de Produção: Guilherme Funari 

Atores colaboradores: Vitor Bassi e Luís Navarro 

Operador de luz: Aguinaldo Nicoleti   

Serviço e locais de apresentação  
  • Espaço dos Fofos - Temporada: de 21 a 26 de maio
Endereço: Rua Adoniran Barbosa, 151, Bela Vista - SP - 

Fone: (11) 3101.6640 

Capacidade: 80 lugares. 

Ingressos: R$ 15,00 / R$ 7,50. Aceita todos os cartões. 

Meia entrada: para estudantes, professores da rede pública, maiores de 60 anos e classe teatral. 

Acessibilidade: tem acesso a deficientes. Bilheteria abre 2 horas antes do espetáculo.     


Cartas à Madame Satã ou Me Desespero sem Notícias Suas - Dias 21, 22 e 26 de maio (quarta, quinta e segunda) às 21:00h   


Além do Ponto  - 23 de maio, sexta-feira, às 21:00h    


Engravidei, Pari Cavalos e Aprendi a Voar sem Asas - Dia 24 de maio, sábado, às 21:00h    


Cartas às Madame Satã ou Me Desespero sem Notícias Suas - Dia 25 de maio,domingo, às 19:00h

  • Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes - Temporada: 30 e  31 de maio e dias 6, 7 e 8 de junho


Endereço:
Rua Inácio Monteiro, 6.900, Cidade Tiradentes, 

Fone: (11) 2555-2810 

Capacidade: 70 lugares. 

Ingressos: GRATUITO 

Acessibilidade: tem acesso a deficientes.   


Além do Ponto - Dia 06 de junho, sexta-feira, às 20h30   


Engravidei, Pari Cavalos e Aprendi a Voar sem Asas - Dia 07 de junho, às 20h   


Cartas à Madame Satã ou me Desespero sem Notícias Suas - Dia 08 de junho, domingo, às 19h  
  
  • Galeria Olido - Sala Olido - Temporada - 13/14 e 15 de junho

Endereço:
Avenida São João, 473 - Telefone: 3397-0171 e 3331-8399 

Sala Olido - capacidade 297 lugares, acessibilidade a cadeirantes na bilheteria e na sala de espetáculo, não possui estacionamento, não possui lanchonete e cafeteria 

Retirada de ingressos 01 (uma) hora antes do espetáculo 

Preço: R$ 15,00 inteira e R$ 7,50 meia entrada para estudantes, idosos acima de 60 anos, professores da rede pública de ensino e deficientes.   


Além do Ponto  - Dia 13 de junho, sexta-feira, às 20:00h   


Engravidei, Pari Cavalos e Aprendi a Voar sem Asas - Dia 14 de junho, sábado, às 20:00h   


Cartas à Madame Satã ou Me Desespero Sem Notícias Suas - Dia 15 de junho, domingo, às 18:00h   

Autor / Fonte:Lau Francisco - Assessoria de Imprensa




Comentários